quarta-feira, 3 de agosto de 2016

A ti Lisboa


Já não me imagino sem o teu bom dia, e muito menos me consigo imaginar sem o sorriso que me dás logo pela manhã.
O teu trânsito faz de mim a mulher pensadora, a mulher que mete os fones os ouvidos e imagina, sonha, e tem pensamentos só meus, só nossos.
Gosto de ti até ao teu ínfimo jardim, amo-te como se não houvesse amanhã, e ídolo-te até ao mais pequeníssimo detalhe que só Tu tens.
Vivo intensamente a cada saída que nos proporcionas, e todos os Teus lados obscuros eu gosto.
Já não me imagino sem os bons dias de todas as pessoas pelo qual me cruzo, dos "picas"(revisores), da senhora da mercearia, das pessoas que me cruzo no café, todos estes pequeníssimos momentos fazem de ti especial e única.
A Ti Lisboa que me acolheste de braços apertos e a cada dia que passa fazes com que Te ame mais e mais e mais.
Até Domingo Lisboa vou ter saudades tuas.

1 comentário:

  1. Olha que declaração de amor tão bonita. E que eu partilho tanto :)

    ResponderEliminar