quarta-feira, 26 de outubro de 2016

E quando a vítima não quer ser ajudada??

Hoje em dia falamos muito sobre a violência doméstica (verbal ou física) , o bullyng, os maus tratos as crianças, e os abusos sexuais, mas.... e se a pessoa que está a passar por isto não quer ser ajudada e inventa mil e uma desculpas para tal?
No meu secundário tínhamos uma colega na turma que tinha o seu grupinho de amigas e pouco ou nada falava para as restantes colegas, andava sempre a falar ao telemóvel,  não falava com rapazes, aliás baixava a cabeça  quando passava por algum, nunca ia a visitas de estudo ou a algum divertimento que pudesse haver pessoas do sexo oposto, e nunca queria ser fotografada, porque "o pai não queria"
Perante esta situação a mãe foi chamada à escola, e ela disse que tanto o marido como ela já não sabiam o que fazer, a filha namorava com um rapaz que era muito ciumento e não deixava a rapariga respirar.
Ela não usava saia, ou calções, e muito menos usava blusas de alças no Verão, era muito constrangedor ver que alguém se sujeitava a este tipo de coisas, e nós as raparigas da turma tentámos ajudá-la onde ela nos diz que "não sofria de nada, que o namorado era muito bom para ela" e mais não sei o quê.Colegas minhas viram várias vezes o namorado dela em bares,ela estava em casa, e quando lhe disseram essas minhas colegas ainda passaram por mentirosas e que queriam estragar o seu futuro.
Nos finais de cada período escolar, o último dia íamos lá mas básicamente não fazemos nada, marcávamos presença e pronto, nesses dias a rapariga nunca ia, estava sempre doente.
Ele ia levá-la à escola, e quando a deixava, mal ela começava a subir as escadas,  ligava-lhe.
Tentá-mos ajudar, e uma vez mais, éramos malucas e queríamos acabar com o seu relacionamento.

Como vim para Lisboa, deixei de ter ligações com ela, mas ela sofria de alguma coisa não estou a dizer física, mas sim verbal, nunca se soube o resultado, ela escondia-se e no fim dizia que nós éramos malucas, nunca se conseguiu ajudar, mesmo a psicóloga da escola, não conseguiu entrar no problema a fundo, mas havia algo de muito grave naquela relação.

E eu volto a perguntar, e quando é a vítima que não quer ser ajudada?!
Nós colegas, passámos por mentirosas, impostoras, e queríamos que ela não fosse feliz, que lhe estávamos a estragar o futuro, onde se via a léguas que ela precisava de ajuda e não queria ser ajudada.

Quantos milhares de pessoas existem neste mundo que inventam mil e umas desculpas, mas que no fundo toda a gente sabe que ela está em sofrimento?
Quantas?
Beijinhos

3 comentários:

  1. Que má a situação que contaste!
    Pois é a primeira pessoa a querer ajudar-se a si mesma é a vítima!
    Beijinhos

    O Planeta da Inês | Ideias de abóboras para o Halloween

    ResponderEliminar
  2. Talvez não sejam desculpas mas sim coisas da cabeça dela, que para ela seja normal o namorado reagir assim. Não sei,mas que estas situações são tristes, sim, isso são :s

    ResponderEliminar
  3. Não dá para ajudar quem não quer, infelizmente. Espero que ela se tenha livrado dele e seja muito mais feliz agora.

    ResponderEliminar