Avançar para o conteúdo principal

Há coisas que nunca se esquecem....

Já aqui tinha falado que tenho uma irmã mais nova que eu três anos(antes de me dar na cabeça e apagar os textos todos),  até falei que temos sempre algo juntas ou uma pulseira ou um fio/colar. Sempre fomos unidas, e temos um momento (temos vários, mas este marcou-me muito) que por anos que se passem nunca irei esquecer,já aqui falei que dos meus 3meses até aos 5anos estive num colégio de freiras(também apaguei o texto), porém a minha irmã sempre que lhe falávamos no tal colégio não queria ir e chorava(um dia conto o porquê), portanto os nossos pais meteram-nos no pré-escolar público, e num dos recreios, eu deixei-lhe cair o lanche da manhã, até aqui para a maioria de vocês tudo bem, para mim foi uma tempestade, não brinquei mais naquele dia, e chorei imenso, o que mais me lembro foi de nós as duas sentadas no beiral, eu com a minha cara nas suas pernas a chorar como se não houvesse o amanhã, lembro-me de ela me dizer que não tinha mal que depois bebia leite(aqueles leites que antes davam),mas eu não me confortei.
Vinte anos se passaram e sempre que relembro a situação fico com um sentimento estranho em mim. Há pouco tempo contei essa situação ao meu noivo e fiquei com a lágrima no olho só de a recordar. 
No fim ele diz-me "ohn minha Pitxuquinha 20anos depois ainda ficas assim, és um coração de manteiga."
E sim sou um coração de manteiga, mas nunca a mais irei esquecer aquele momento porque só de pensar que naquele dia a minha irmã não comeu o lanche fico.... Nem sei explicar. 
Beijinhos.

Comentários

  1. awwww amor entre imrãos é algo mesmo especial ;)

    beijinho
    the-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Oh! Há momentos que nos marcam mesmo para sempre

    r: Eles são extraordinários *.* fico mesmo contente por ler isso!

    E que se continuem a descobrir todos os dias :)

    ResponderEliminar
  3. São coisas que parecem simples/normais aos olhos dos outros mas que nos tocam!

    Beijocas, Hellen ❤
    http://instantesimprovaveis.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Às vezes são estes pequenos episódios que mais nos marcam.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Bom Fim-de-semana :)*

28 factos sobre mim|| Comemoração dos 28 anos

Ora aqui a pessoa faz 28 anos e para "comemorar" vou deixar 28 factos que vocês não sabem sobre mim:

1- Antes dos meus 20 anos odiava café, hoje em dia amo, e não passo um dia sem beber.
2-Ainda na onda dos líquidos, não suporto leite quente, seja o sabor ou o cheiro, dá-me vómitos.
Ps:Hoje em dia não bebo mais leite de origem animal, mas mesmo os de origem vegetal não consigo beber quente.
3-Prefiro 7up a coca-cola :P.
4-Sou louca por chocolates.
5-Adoro comer.
6-Como cortei nas carnes vermelhas, dou por mim a inventar receitas com vegetais,quem sabe se um dia não crie uma rúbrica "cozinhem com a Vanessa" ;).
7-Dos meus 3 meses até aos 5 anos estive num colégio de freiras porém...
8-Não sou católica, mas tenho a minha fé.
9-Adoro tirar fotografias e "tratar" das mesmas.
10-Ouço músicas com mais de 20 anos , sou uma antiga eu sei :P.
11-Quando ouço uma música (especialmente as músicas do momento)de que goste, é ouvir até enjoar.
12-Durante 15 anos roí as …

Ao futuro

Não sei como começar o texto, afinal ainda é um assunto muito recente, e possivelmente vai trazer muitas dúvidas, confusões, e só quero que haja respeito e que cada pessoa é livre de fazer o que quiser, seja qual for o seu propósito no mundo.

Desde que nasci que sempre comi carne, muita carne, adorava carne-não quer dizer que não goste-mas toda a minha alimentação era à base de carne, peixe também mas a questão aqui é mesmo a carne.e, por isso sempre foi muito costume meu, comer carne quase todos os dias, porco, borrego, vaca, frango e perú, estavam sempre juntos com batatas, arroz, feijão brócolos etc. Porém havia uma carne que eu não conseguia comer,e ainda hoje não como de todo, é carne de coelho a dita carne branca, a famosa carne de coelho que sabe bem numa feijoada, mas eu, Vanessa Pereira, não era capaz de comer mas as outras carnes eu comia e porquê?Porque enquanto eu muitas das vezes  tinha coelhos, lebres em casa para criar (e soltar na floresta)eu não tinha os ditos porquin…