sábado, 26 de novembro de 2016

Sábado é sinónimo de ficar na cama, sem ter pressa para sair desta, é dormir e acordar sem despertador, é andar a deambular por toda a casa em pijama sem ter que estar sempre a olhar para o relógio para não me atrasar... Sábado é sinónimo de beber chá em frente à janela da cozinha e ver a rua, e a chuva, que neste caso por aqui chove, e que eu tanto amo ver este ambiente.
Sábado é sinónimo de se andar na descontra.
Bom Sábado.
Beijinhos.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Que frio nórdico é este?É ver-me com três mil camisolas, casacos, cachecóis, mas mesmo assim continuo a adorar o Outono/Inverno :).
Hoje como não trabalhei de tarde aproveitei para arrumar umas coisas cá em casa e para engomar uma roupita, porque digamos que ela não vai para o roupeiro sozinha e engomada, portanto tarefas feitas para aproveitar o fim-de-semana ao máximo! :)
E vocês como andam?
Beijinhos*

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Agradeço a todos vocês pelas felicitações e então deixo-vos o meu anel de noivado!:).

Só sei que me sinto uma autêntica futura rainha, ainda não caibo em mim de tanta felicidade, portanto de nos próximos tempos este blogue se tornar num autêntico #blogueafugirporcausadamalucadanoiva, não me abandonem, isto passa, mas a felicidade é tanta que isto me parece um sonho.

Beijinhos*

P:S.Fotos da minha autoria mão utilizar sem aviso prévio.Obrigada!

domingo, 13 de novembro de 2016

I said yes!

E o desejo realizou-se!Ele pediu e eu aceitei! :).
Quando falo no homem com quem partilho a vida a qual chamo marido, é nada mais nada menos que meu namorado, mas a partir do ano que vem vai ser mesmo meu marido, visto que estou Noiva!:)
Estou nas nuvens, desde que nos juntámos que perante outras pessoas era o meu marido a pessoa com quem eu partilhava tudo, mas não estávamos oficializados, e sempre que eu falava no assunto ele não dizia nada ou dizia que o casamento não lhe dizia nada, mas... as pessoas mudam e desde uns meses para cá que ele me fala em casamento, ter filhos, etc etc.
Claro que eu dizia, que sim mas nunca o forcei a nada, até que esta semana me disse que queria mesmo casar comigo queria eu fosse a mulher dele.
Estou tão feliz, finalmente vou casar e mesmo ainda parecendo um sonho vai haver muita coisa para tratar :).Já dissemos que queremos um casamento íntimo só pessoas mesmo importantes é que vão e não vai ser, o filho do tio do pai e mais umas quantas filhas que nem nos ligam durante o ano e agora vamos convidar... Não queremos isso, vamos casar por civil, e vamos ser uns noivos modernos, depois falo-vos do que estamos a pensar fazer. Não quero ir com vestido de noiva, ou seja quero ir moderna, depois conto-vos tudo.

Portanto agora é contar para que chegue o nosso dia :).
Beijinhos! :)

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Rata da biblioteca?Eu?!

Ler, sempre foi uma paixão para mim, sempre adorei livros, o cheiro das folhas, o folhear de um livro novo, até mesmo os manuais escolares.
Enquanto leio relaxo, e encaixo-me perfeitamente na história como se fosse uma personagem seja ela qual for, e já chorei tanto como me ri ao ler aquelas simples mas perfeitas palavras que constroem um livro, desde aos de capa cor-de-rosa até aos de capa mais sombria sempre gostei de olhar para aquilo que faz de mim, sonhar ao ser sua personagem.

Mas, este bichinho nasceu ainda era eu uma criança que mal sabia ler, tinha os meus 5/6 anos quando peguei na primeira vez num livro com olhos de leitora e pensei "quero uma biblioteca só para mim", durante vários anos ia à biblioteca municipal da minha terra e digo-vos que devorei todos os livros "que me pertenciam", desde os livros para crianças até aos livros juvenis eu li tudo,até que houve uma dia que me perguntaram se eu lia os livros que levava para casa e eu, na sabedoria dos meus 9 anos respondi bem seco que claro que lia os livros que se não os fosse para ler não valia a pena levá-los para casa, lembro-me perfeitamente da conversa com a menina que lá estava e da cara que esta fez.

Hoje em dia posso dizer que o bichinho por ler mais e mais nunca se apagou, é claro que há meses em que leio mais outro que leio menos, mas todos os anos tenho que ler livros, vários.
Descobri recente que gosto de livros policiais, visto que tinha terminado de ler um livro e queria ler outro, mas que não tinha nenhum novo em casa a não ser aquele, portanto durante 3semanas ele andou comigo por todo o lado e adorei o género talvez porque sou mais adulta e porque os nossos gostam mudam.
Não tenho nenhum género especifico gosto de ler tudo, e se me encontrar num bosque cheio de mortes e mistérios, ou num banquete real, serei realizada.

Beijinhos.