sábado, 28 de janeiro de 2017

Habemus V-E-S-T-I-D-O!

Não sei bem como começar este texto, mas a verdade é que já tenho vestido.
Chegou o dia de ir ver todos aqueles folhos, cores, tecidos,que para nós noivas nos metem a pensar em qual queremos para um momento tão nosso e tão especial.
Sabia que não queria vestido princesa, mas não descartando essa opção-visto que sim, eu experimentei vestidos princesas, e que até nem me ficaram nada mal, mas não aquele género não gostava-portanto ou iria ser um vestido mais elegante, sendo ele mais justo ao corpo ou estilo grego que como já aqui tinha dito, que adoro esse tipo de vestidos.
Portanto eram 11h e estava eu dentro de um "quarto", mesmo ao estilo do programa "Say yes to the dress", com aquele palcozinho e tudo.
Quando lá entrei arrepiei-me nunca pensei que algum dia pudesse estar naquele sitio, a pisar aquele palco, a experimentar vestidos de noiva, e portanto estava tão feliz que dava para se notar
Dos vestidos que já tinha escolhido estavam vestidos dos estilo grego(óbvio), vestidos mais elegantes e dois vestidos princesa, visto que a senhora disse que mesmo que eu não quisesse que ia experimentar e claro que a minha sogra e prima disseram logo que sim:).
Comecei pelos vestidos de princesa e sim ficavam bem, mas não, não me gostava de ver, talvez porque já tinha uma ideia fixa daquilo que queria e portanto estilo princesa não.
Vesti o próximo vestido, e , gostava da parte de cima, e não da parte debaixo, o segundo era o contrário, gostava da parte de baixo e não da parte de cima.
Ainda tinha uns quantos para experimentar mas já estava a pensar que, se o que tinha idealizado não me ficasse bem?Ou se eu não me gostasse de ver?Mas mantive a calma afinal já me tinham dito que se eu gostasse da parte de cima de um e da parte de baixo de outro que seria possível fazer, apenas tínhamos que ter em conta os tecidos, porém os meus olhos estavam fixos nos vestidos do estilo grego, e cá dentro rezava para que me ficassem bem ahahah.
A senhora que foi super simpática, disse-me que todos os que já tinha vestido me ficavam muito bem, pois como tinha um corpo fininho e magrinho que poderia usar qualquer vestido, dependendo claro do meu gosto.
Vesti o vestido mais elegante e parecia um pacote de esparguete, ahah , a sério, o vestido era muito giro, o tecido era um pouco pesado mas pronto, o conjunto em si era muito giro, porém eu sendo magra parecia literalmente um pacote de esparguete.
Por fim comecei a experimentar os vestidos de estilo grego, e OMD, aquilo tinha sido feito para mim, tinha dois vestidos e gostei mais de um(que é o MEU vestido), do que de outro, mas ambos eram lindos.
Os meus olhos brilhavam, e imaginei-me com eles no dia que vai ser muito único e muito especial.

E portanto eu disse sim ao vestido :), agora é começar com as provas, e etc.

Deixo-vos então uma foto que eu tirei, e claro o meu vestido não está aqui :)

Beijinhos*

domingo, 22 de janeiro de 2017

Eu e ele andamos a ver a 12ª temporada de Grey´s Anatomy, e não sei por alma de quem começou-se a falar em ver-se uns hamsters , visto que estão numa gaiola e mesmo tendo que lhe dar de comer e trocar água, a comida e limpar o cócó, não precisa de algo mais tipo os cães em que temos que ir à rua com eles e nisto eu viro-me e digo-lhe que também podíamos ver uns coelhos ou assim, e ele já todo contente diz que sim.Viro-me para ele muito séria e digo:
-Em pequena tive um papagaio.
Ele-Mas um papagaio é muito caro.
-Pois é, o meu até nem foi muito caro, foi de oferecido...
Ele-Hm hm.
-O meu papagaio era tão lindo, eu estava sempre a falar com ele, era de plástico e usava pilhas....

(silêncio)....

Três segundos depois desmanchamos-nos a ir que nem uns loucos, e nisto ele diz-me que em certas piadas e atitudes sou parecida com a April Kepner(personagem de Grey´s Anatomy), e pronto, é isto, a nossa vida é feita de sorrisos, e de piadas, de momentos em que rimos até chorar, e também choramos, mas a vida é feita de todas estas emoções.

Beijinhos.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Tumor.Palavra que ouvida nos deixa imóveis, sem reacção, sem saber o que fazer ou dizer, sem saber respirar.Sem saber simplesmente nada e o nosso mundo fica tão pequeno como uma ervilha ainda em fase de crescimento e perguntamos "Porquê?".
Ontem, a avó do meu noivo teve alta, ligaram-nos para a irmos buscar, falámos com a médica e ela fala-nos em tumor no estômago. Já desconfiávamos, o histórico da família não é muito famoso nesse aspecto, dois irmãos já tinha morrido com esse tipo de cancro, e todos os sintomas que ela apresentava nos deixavam a pensar e a mentalizar-nos do que podia ser, mas, naquele momento todo o nosso mundo desaba,ouvir a palavra é como levar um tiro em que a nossa resposta se define a nada, em que o coração bate descompensadamente e ficamos ali a falar e sem compreender o que estamos a ouvir.
Infelizmente o tumor já está espalhado pelo organismo, daí a anemia, o vomitar sangue, etc etc, e portanto já não a vão operar, não sabem quanto tempo vai viver, pode viver meses ou anos, e neste momento a coisa está que equilibrada e ela não está a sentir dores, valha-nos isso, pois a nossa dor já é suficientemente grande.
E portanto vamos esperar, vamos ter que esperar pela morte, esperar para que ela não sofra.
Ela não sabe o que tem, e ainda ontem me disse que com a medicação que lhe receitarem oxalá que fique boa, ela não sabe!E nós não sabemos se lhe dizemos ou não, se deixamos que morra em paz, sem saber o que realmente tem.
E da nossa parte é fazer com que os últimos dias vivos sejam felizes, e que parta da melhor maneira.
Tumor, palavra forte. Destrutível em todos os aspectos.
Beijinhos*

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Sou uma pessoa do dia, o meu cérebro funciona bem melhor de dia do que durante a noite.
Gosto de me levantar cedo e fazer com que o dia seja produtivo, se por acaso me levantar mais tarde que as 10h da manhã já sinto que perdi metade da manhã, e o que tinha para fazer de manhã já era, e isso deixa-me tão furiosa....
Depois de um dia cheio de energia é ver-me pelas 21 já a cair para os lados.

Ps:costumo acordar durante a semana às 6.40h e ao fim de semana pelas 7h o meu corpo acorda por ele....
E vocês como anda o vosso soninho? :-)
Beijinhos.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Todos sabem que eu adoro crianças,sabe tão bem dar-lhes colinho, é relaxante tanto para elas como para nós que os colocamos bem pertinho do coração e ali ficamos sós nós e eles, e quando são bebés que até temos medo em lhes pegar o nosso colinho faz milagres.Sabe bem tratar deles como se fossem nossos filhos, e estamos presentes, nos seus primeiros passos, primeiras palavras, primeiras quedas, primeiros sorrisos... crianças são tão pequenos heróis e tão sonhadores que nos fazem pensar o que lhes vai na cabeça :-).
Ontem o meu primeiro bebé do qual fui ama fez 4anos!!! O tempo passa tão mas tão rápido que todos os nossos momentos são óptimos. Portanto ele fez anos e a mãe perguntou-me se eu podia ir ajudá-la, íamos à escola com um bolinho e fazíamos-lhe uma festa. Claro que disse que sim e lá fomos. Levámos balões e um bolo, quando nos viu ficou maravilhado. E dizia a todos os colegas que eu era a Vanessa, os seus olhos brilhavam, e ele estava tão contente...  Os colegas deles começaram a perguntar-me coisas e às tantas, eu estava sentada com metade da sala a contar histórias. Inventámos histórias e lemos outras tantas. A educadora disse-me para mandar o curriculum e que me queriam lá ahah.

Quando a festa terminou senti-me tão feliz por 20/30min ter sido uma educadora /auxiliar, e ao ver todos aqueles meninos alegres e atentos ao que eu lhes dizia e contava soube-me a pouco.
Ontem fiz também 2meses de noivado e o dia não poderia ter sido melhor.

No meio disto tudo tiraram-me uma fotografia, e que eu guardo com muito amor e carinho.

Beijinhos*